Contusão e Distensão do Quadríceps Orientações Médicas / Ortopedia  

Contusão e Distensão da Musculatura Anterior da Coxa (Quadríceps)

O que é contusão e distensão da musculatura anterior da coxa (Quadríceps)?

Quadríceps é o grupo de músculos que se encontram na parte da frente da coxa e são responsáveis pela extensão do joelho e auxiliam na flexão do quadril.

A lesão ocasionada por trauma direto em uma parte destes músculos é chamada de contusão. Já a distensão é a ruptura parcial de um músculo, uma lesão na qual as fibras musculares ou tendões são parcialmente distendidos ou rompidos.

Como ocorrem ?

A contusão da coxa é causada por golpe ou pancada.

A distensão (ou estiramento) pode ser causada por esforços repetitivos intensos, por desgaste ou por um movimento brusco da coxa, em atividades que exijam impulsão repentina, como salto ou corridas com arranque.


Quais os sintomas ?

Dor na região central da coxa e dificuldade de andar, de correr, de dobrar e esticar a perna ou de levantar o joelho. A região da coxa pode ficar edemaciada e com hematomas.

Normalmente a contusão e a distensão da musculatura da coxa são curadas sem maiores complicações.

Entretanto, uma contusão severa pode levar a um grande sangramento do músculo quadríceps, que pode se calcificar e formar uma protuberância compacta neste músculo. Este processo recebe o nome de miosite ossificada, que pode causar uma retração muscular e perdurar por um longo período.


Como são diagnosticadas ?

O médico examinará a coxa e revisará os sintomas. Se houver suspeita de calcificação, ele poderá pedir radiografias da região. Em lesões maiores, pode ser pedida uma ressonância magnética para avaliar a extensão total da lesão.


Como são tratadas ?

• Aplicação de compressas de gelo na coxa por 20 ou 30 minutos, sendo que a cada 8 minutos de gelo deve-se fazer uma pausa de 3 minutos. Pode ser feita a cada 3 ou 4 horas, por 2 ou 3 dias ou até que a dor desapareça,

• Colocação de travesseiro embaixo da coxa lesionada, quando estiver em posição de descanso, elevando-a,

• Usar uma faixa elástica na coxa, ao retornar às atividades esportivas ou para caminhar,

• Antiinflamatórios, analgésicos e relaxantes musculares de acordo com a prescrição médica,

• Fisioterapia.

Após a fase de dor aguda, o ato de estimular e manter a flexão do joelho irá impedir que o quadríceps evolua com retração e fique mais rígido após a cicatrização.

Durante este per íodo, sugere-se uma atividade esportiva mais amena como a natação, por exemplo, para não comprometer a recuperação da lesão, ao invés de andar de bicicleta ou correr.


Quando retornar ao esporte ou atividade ?

O objetivo da reabilitação é que o paciente possa retornar ao esporte ou à atividade o mais rápido e seguramente possível. Se o retorno for precoce, existe o risco de agravar a lesão, causando danos permanentes ao paciente.

Como cada caso é diferente do outro, o retorno ao esporte dependerá da ausência da inflamação e da dor, não existindo um protocolo ou número exato de dias, para isto acontecer.

Geralmente, quanto mais tempo houver sintomas da lesão e não houver interferência de um médico, maior será o tempo para recuperá-la.

Antes de retornar a qualquer atividade árdua, o paciente deve:

• Possuir total arco de movimento da coxa lesionada, em comparação com a coxa sã,

• Possuir total força da coxa lesionada, em comparação com a coxa sã,

• Correr em linha reta, sem sentir dor ou mancar,

• Correr em linha reta, a toda velocidade, sem mancar,

• Fazer viradas bruscas ou abruptas, a 45º, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente, a toda velocidade,

• Correr, desenhando, no chão, um “8” de 18 metros, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente, a toda velocidade,

• Fazer viradas bruscas ou abruptas, a 90º, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente, a toda velocidade,

• Correr, desenhando, no chão, um “8” de 9 metros, inicialmente a meia velocidade e, posteriormente, a toda velocidade,

• Pular com ambas as pernas e somente com a perna lesionada, sem sentir dor.


Como evitá-las ?

A contusão do quadríceps, normalmente, ocorre por golpes ou pancadas, muitas vezes inevitáveis. Entretanto, em esportes de contato, deve-se usar equipamento de proteção adequado.

A melhor maneira de evitar a distensão é aquecer-se e alongar-se corretamente antes de atividades esportivas.


Exercícios de Reabilitação da Contusão ou Distensão da Coxa:

*** Atenção, cuidado ! Sempre faça os seus exercícios acompanhado por um profissional

Os exercícios a seguir são apenas um guia de tratamento básico, por isso o paciente deve fazer a reabilitação acompanhado de um fisioterapeuta, para que o programa seja personalizado.

A fisioterapia conta com muitas técnicas e aparelhos para atingir objetivos como analgesia, fortalecimento muscular, manutenção ou ganho da amplitude de movimento de uma articulação, etc, e por isso, o tratamento não deve ser feito em casa e sem a supervisão de um profissional.

Após aproximadamente 2 semanas os seguintes exercícios podem ter início:





1 - Alongamento do Quadíceps

Em pé, de cabeça erguida, manter o lado são do corpo junto a uma parede e apoiar a mão contra ela.

Com a outra mão, segurar o tornozelo da perna lesionada e levar o calcanhar para cima, em direção à nádega, sem arquear a coluna.

Manter a posição por 30 a 60 segundos e repetir 3 vezes.

 




2 - Isométrico do Quadríceps

Sentar no chão com a coxa lesionada estendida e a sã dobrada.

Pressionar a parte de trás do joelho do lado lesado de encontro ao solo e, ao mesmo tempo, contrair os músculos da parte superior da coxa.

Manter a posição por 5 segundos.

Relaxar e repetir o exercício de 20 a 30 vezes

 




3 - Elevação Com a Perna Estendida

Deitar com a perna do lado lesionado estendida e a sã dobrada, com o pé apoiado no chão.

Levar os dedos do pé da perna lesionada em direção ao tronco, o máximo que puder.

Contrair os músculos da parte de cima da coxa. Levantar a perna, de 10 a 15 centímetros, do chão.

Manter a posição de 3 a 5 segundos e então, lentamente, abaixar a perna.

Repetir 10 vezes e fazer 3 séries.





4 - Deslizamento do Calcanhar

Sentar com as costas eretas, sobre uma superfície firme e estender as pernas para frente.

Lentamente, deslizar o calcanhar da coxa lesionada em direção às nádegas, puxando o joelho junto ao peito.

Retornar à posição inicial e repetir 10 vezes o exercício.







5 - Flexão de Bruços do Joelho

Deitado sobre o abdômen, com as pernas estendidas, começar por alongar, gentilmente, a musculatura da coxa lesionada.

Flexionar o joelho da coxa lesionada até que o calcanhar se encontre nas nádegas.

Voltar à posição inicial e repetir 10 vezes.

Fazer 3 séries.

À medida que o exercício se tornar mais fácil, pesos podem ser colocados no tornozelo.


 



Imprima este artigo





 
 
 
Clínica Deckers
Av. Europa, 887 - Jd. Europa - São Paulo / SP
Tel.: (11) 3065 1299
contato@clinicadeckers.com.br