Parada Cardiorespiratória Orientações Médicas / Primeiros Socorros  

A parada cardiorrespiratória pode acontecer em decorrência de várias situações, como doenças cardíacas e respiratórias, engasgo, choque, afogamento, alergias e outras.

A vítima se apresenta com ausência de respiração e pulsação, inconsciência, pele fria e pálida. Os lábios e as unhas ficam azulados.

Para que a vida possa ser preservada, é necessário manter um fluxo de oxigênio para o cérebro. A "bomba" que mantém esse suprimento é o coração. Se ele parar, é a "parada cardíaca", e ocorrerá a morte, a menos que se tomem medidas urgentes.

Existe um aparelho chamado desfribilador, que faz parte do equipamento de muitas ambulâncias, capaz de reabilitar as funções do coração.

A manobra de atendimento da parada cardiorrespiratória é conhecida como Reanimação.

Como proceder quando encontrar a vítima?

• Se ela estiver de bruços e houver suspeita de fraturas, mova-a rolando o corpo todo de uma só vez, colocando-a de costas para o chão. É muito importante contar com a ajuda de duas ou três pessoas.

• Verifique se não há alguma coisa no interior da boca que impeça a respiração.

• Faça um primeiro reconhecimento do estado da vítima.

• Observe se a vítima ainda está consciente.

• Não perca tempo e chame por socorro médico imediato.

• Aproxime sua cabeça e seu ouvido da boca do paciente, ouça e sinta se há respiração. Observe se há movimento no peito.

• Verifique se há pulso. Para isso, pressione levemente com dois dedos o pescoço logo atrás do pomo-de-adão.

• Continue insistindo no seu pedido de socorro.

Nunca dê nada à vítima para beber, cheirar ou comer, na intensão de reanimá-la.

Quais são os princípios básicos da reanimação?

• Manter as vias aéreas livres - é necessário inclinar a cabeça da vítima para trás e erquer o seu queixo. A posição inclinada faz com que a língua da vítima se erga, deixando livre a passagem do ar.

• Manter a respiração - a vítima pode não estar respirando. Você pode respirar por ela e, conseqüentemente, oxigenar o sangue dela por meio da respiração artificial, soprando o ar de seus próprios pulmões diretamente para os da vítima.

• Manter a circulação - se o coração está parado, aplique compressões cardíacas para forçar o fluxo do sangue através do coração e pelo resto do corpo. Essas compressões devem ser combinadas com a respiração artificial.


Massagem cardíaca para adultos

Como proceder?

• Primeiro localize a borda da última costela da vítima. Deslize os dedos até atingir, no centro do tórax, uma saliência chamada apêndice xifóide.

• Coloque a parte mais saliente da mão dois dedos acima do apêndice xifóide. Esse é o ponto em que deve ser aplicada a massagem.

• Coloque a outra mão sobre a que ficou pousada no tórax.

• Com você de joelhos, mantenha os braços na posição vertical.


• Faça 15 compressões, uma após outra, sem violência. A cada 15 compressões, faça duas respirações artificiais, se você estiver sozinho. Caso haja outra pessoa ajudando-o, faça cinco compressões para uma respiração artificial.

• Mantenha as mãos sempre na mesma posição



Massagem cardíaca em bebês

Como proceder?

• As compressões devem ser feitas com os dedos entre os mamilos.

• As compressões serão em número de cinco para cada respiração artificial.

Se não houver pulso e não estiver respirando, continue fazendo a massagem cardíaca e a respiração artificial.



Respiração artificial

Como proceder?

• Abra as vias respiratórias, virando a cabeça da vítima para trás e levantando-lhe o queixo.

• Com uma mão, feche o nariz da vítima e com a outra levante
o queixo dela.

• Respire fundo e coloque sua boca sobre a da vítima. Assopre firmemente. Faça isso duas vezes.

• Observe se o peito da vítima se eleva, sinal de que o ar está indo para os pulmões.

• Se a vítima for um bebê, coloque sua boca sobre o nariz e a boca da vítima, e sopre firmemente por duas vezes, observando também o tórax (respiração boca a boca-nariz)


O conhecimento teórico das manobras não é o suficiente para você aprender e poder aplicá-las. Por isso, é importante o treinamento. Cada dia mais empresas e serviços médicos de família, têm ensinado as manobras na prática. Mesmo assim, apenas com conhecimento teórico, tentar aplicar pelo menos a respiração boca a boca, ainda que incorreta, é melhor do que não tomar atitude alguma.

 

 



Imprima este artigo






 
 
 
Clínica Deckers
Av. Europa, 887 - Jd. Europa - São Paulo / SP
Tel.: (11) 3065 1299
contato@clinicadeckers.com.br